Síndrome dos 27

AS PRECOCES MORTES DOS POP STARS POR ABUSO DE DROGAS

 Lewis Brian Hopkin Jones, 
 integrante e fundador da banda
Rolling Stones, acabou por ceder
ao uso desregrado de drogas, o
que lhe valeu a saída do grupo em
8 de junho de 1969. Menos de um
mês depois, no dia 3 de julho,
Brian foi encontrado afogado na
piscina de sua casa. Desde sua morte,
tida oficialmente como acidental,
muitas dúvidas e livros abarrotaram
a mídia, alimentando muitas teorias
conspiratórias.
 

 

(Brian Jones – 28/02/42 a 03/07/69) 

 

 Johnny Allen Hendrix, um
dos maiores guitarristas da história,
morreu nas primeiras horas do dia
18 de setembro de 1970, em
Londres. Mais tarde, sua namorada
Dannemann alegou em seu depoimento
que Hendrix teria tomado escondido
dela, na noite anterior à sua morte,
nove comprimidos de um barbitúrico
que ela utilizava para dormir. De acordo
com o médico que o atendeu naquele
trágico momento, o músico tinha se
asfixiado em seu próprio vômito composto
principalmente por vinho tinto.

 

(Jimi Hendrix – 27/11/42 a 18/09/70)

 

 Janis Lyn Joplin, cantora de rock
e blues, esteve no Brasil em fevereiro
de 1970, na tentativa de se livrar do
vício da heroína. Nesta época, Janis
teve um breve romance com o rockeiro
brasileiro Serguei. Alguns meses depois,
a Rainha do Rock’n’Roll morreu em Los
Angeles, California. John Cooke,
empresário de sua banda, encontrou-a morta
no hotel, vítima de overdose de heroína
possivelmente combinada com álcool.

 

 

(Janis Joplin – 19/01/43 a 04/12/70)

 

James Douglas Morrison, poeta
e vocalista da banda The Doors,
morreu em 3 de julho de 1971,
numa banheira, em Paris. Surgiram
especulações sobre a causa de sua
morte, se teria sido por overdose.
Afinal, o cantor era um grande
apreciador de álcool e substâncias
alucinógenas. Embora o astro do
rock não fosse conhecido por usar
heroína, Pamela Morrison, sua mulher,
fazia-o e morreu de overdose em 1973.
O relatório oficial diz que a causa da
morte de Jim foi ataque de coração.

 

 

(Jim Morrison – 08/12/43 a 03/07/71)

 

Kurt Donald Cobain, vocalista e
guitarrista da banda Nirvana, lutou
contra o vício em heroína, doenças
e depressão, ao longo de sua vida.
Em 8 de abril de 1994, o Cobain foi
encontrado morto em sua casa em
Seattle, Washington. No laudo oficial,
foi considerado vítima de um suicídio
por um tiro de espingarda na cabeça.
Além da quantidade de sangue que saía
da orelha do cantor grunge, uma alta
concentração de heroína e vestígios de
Valium também foram encontrados em
seu corpo.

 

(Kurt Cobain – 20/02/67 a 05/04/94)

 

Amy Jade Winehouse, cantora
de jazz e soul, tentou superar o vício
de álcool e drogas, durante toda a sua existência. Em 2008, a musa do Soul,
se envolveu em vários escândalos. Foi flagrada em um vídeo do site do
jornal britânico The Sun fumando
crack. Três dias depois, se internou
em uma clínica. Mais tarde, no
mesmo ano, foi presa duas vezes por
agressão e embriaguez no volante.
Em 2010 se internou novamente e temporariamente se afastou da 
música. Em 23 de julho de 2011,
a jovem cantora foi encontrada
morta em sua casa, em Londres.

 

(Amy Winehouse – 14/09/83 a 23/07/11)


One Response to “Síndrome dos 27”

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>